Periodicidade de publicação de poemas

Caros leitores:
Espero que desfrutem na visita a este espaço literário. Este sítio virtual chama-se “Maria Mãe” e tem como página principal os poemas de Maria Helena Amaro.

sábado, 5 de dezembro de 2015

Memórias


(Quadro a óleo de Maria Helena Amaro)

Deslizava o carro lentamente
pela marginal até ao mar...
Ias a sorrir, a conversar...
Tantos projetos tínhamos em mente!

Eu escutava, serena, paciente,
confiante no teu saber e gosto
Vinham os teus dedos afagar-me o rosto
numa carícia enternecida e quente.

Ficávamos assim horas perdidas,
o mar era o sal das nossas vidas
e o Amor a nossa embarcação...

Horas tão ternas não serão esquecidas
O mar gravou-as em ondas repetidas,
ai essas horas, não se esqueçam, não!

Maria Helena Amaro
Julho, 2010

Sem comentários:

Publicar um comentário