Periodicidade de publicação de poemas

Caros leitores:
Espero que desfrutem na visita a este espaço literário. Este sítio virtual chama-se “Maria Mãe” e tem como página principal os poemas de Maria Helena Amaro.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Conversas


(Quadro a óleo da autoria de Maria Helena Amaro)

Eu falava... e tu dizias: «Caladinha!»
E eu calava, sorrindo, obediente,
sempre da tua fala dependente,
pondo de lado, a fala que era minha.

E se eu calava, tu logo me dizias:
- perdeste o radar ou rompeu-te a cassete?
Brincavas sempre... Que grande diabrete,
sempre disposto a motejo, arrelias!

Eram tempos de alegria e sonhos,
nossos rostos, tão jovens e risonhos,
diziam de nós a toda a gente:

Felizes são! Felizes e fagueiros,
sempre alegres, serenos, prazenteiros,
- felicidade, harmonia presente!

Maria Helena Amaro
Agosto, 2010

Sem comentários:

Publicar um comentário