Periodicidade de publicação de poemas

Caros leitores:
Espero que desfrutem na visita a este espaço literário. Este sítio virtual chama-se “Maria Mãe” e tem como página principal os poemas de Maria Helena Amaro.

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

Dia de finados


(Ilustração de Maria Helena Amaro)

Chama-te o vento e tu não lhe respondes...
A chuva cai e tu não a escutas...
A trovoada ruge e não te assustas...
Mas eu sei onde estás... onde te escondes.

Trago-te rosas e tu não me agradeces
Nem me diriges um olhar de ternura
Teu corpo inerte jaz na sepultura
Tua alma em Deus aceita as minhas preces

Deus te conforte porque bem mereces...
Não é justo que voltes, que regresses,
à doença, à dor, à amargura...

Bem hajas pelo tempo em que me amaste
Pelo exemplo de vida que deixaste
Por tudo aquilo que foi nossa ventura.

Maria Helena Amaro
2/11/2014


Sem comentários:

Publicar um comentário