Periodicidade de publicação de poemas

Caros leitores:
Espero que desfrutem na visita a este espaço literário. Este sítio virtual chama-se “Maria Mãe” e tem como página principal os poemas de Maria Helena Amaro.

sábado, 19 de julho de 2014

Ainda me lembro



(Ilustração de Maria Helena Amaro)

Ainda me lembro... À hora do sol por
as avezinhas chilreavam baixinho
À hora da poesia e do amor
havia flores e risos no caminho...

Recordo crianças que brincavam
junto à estrada cheios de alegria
além nos campos se elevavam
vozes de homens rezando: Avé Maria!

Os sinos dobravam recordando
o fim do dia, a hora do sol pôr
enquanto nas searas namorando
as aves juravam ser amor

Das eiras vinha bulício de malhadas
canções de sonho, ditos engraçados
carros de bois chiavam nas estradas
de espigas de oiro carregados

O ruído aos poucos se finava
e a natureza cansada, esmorecida
em níveos sonhos minha alma acalentava
dando-me perfumes doutra vida

Nessa tarde, de sonho, que vivi
da natureza o labor, a magia
nessa tarde foi então que senti
pela primeira vez da vida a poesia! 


Maria Helena Amaro
Braga
26/11/1953

Sem comentários:

Publicar um comentário