Periodicidade de publicação de poemas

Caros leitores:
Espero que desfrutem na visita a este espaço literário. Este sítio virtual chama-se “Maria Mãe” e tem como página principal os poemas de Maria Helena Amaro.

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Muro




















(Ilustração de Maria Helena Amaro)

Ergueu-se muro
lentamente
pedra a pedra
alto a alto
tornou-se fortaleza.
Não tenho forças
para derrubar o muro...
Tudo ruiu em mim
Não tenho força
capacidade
nem sequer confiança...
Regresso ao tempo
em que era criança...
Rodeada de muros
chorava no regaço dos meus
sonhos
e ninguém escutava.

Maria Helena Amaro
julho, 1997

Sem comentários:

Publicar um comentário