Periodicidade de publicação de poemas

Caros leitores:
Espero que desfrutem na visita a este espaço literário. Este sítio virtual chama-se “Maria Mãe” e tem como página principal os poemas de Maria Helena Amaro.

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Meu Deus (Ao Tono)




















(Ilustração de Maria Helena Amaro)


Meu Deus:
Sonhos agonizantes...
Ramos de rosas caídas nos caminhos
Levai tudo, Senhor!
Já não há cruzes erguidas na estrada
e as flores cresceram
no cemitério das coisas sem sentido.

Sinto-me morta
e vós Senhor tendes a vida toda
no amanhã do Sol que vai nascer...

Tomai a minha alma
Dai-lhe a frescura do repicar dos sinos
que eu já não suporto
viver suspensa de um sonho ignorado
repartida entre a luz
que doira dois destinos.


Maria Helena Amaro
(Concurso Pedro Homem de Melo)
Junho, 1968.

Sem comentários:

Publicar um comentário