Periodicidade de publicação de poemas

Caros leitores:
Espero que desfrutem na visita a este espaço literário. Este sítio virtual chama-se “Maria Mãe” e tem como página principal os poemas de Maria Helena Amaro.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Prece

Senhor…
Quando a noite descer
E me tornar abandonada e só
Dá-me a tua Mão
Para que eu pouse Nela
A minha face crispada de amargura…
Senhor…
Quando o Sonho nascer
E com ele ilusões de Ventura
Dá-me a Tua Mão
Para que leia Nela
O sinal + na minha branca estrada
Senhor…
Quando o Amor vier
E com ele quimeras rendilhadas
Dá-me a Tua Mão
Para que eu guarde Nela
Todos os Sonhos de Pureza e Ternura…
Senhor…
Quando a Morte se erguer
E transformar o meu oiro em poeira
Dá-me a Tua Mão
Para que possa ver
O meu Caminho escrito nas Estrelas…
Senhor…
Senhor das coisas belas !

Maria Helena Amaro – 1960
In «Maria Mãe»

2 comentários:

  1. Obrigado,Gracinda. Espero que a saúde ainda lhe permita escrever por muitos anos.
    Um abraço virtual.

    ResponderEliminar