Periodicidade de publicação de poemas

Caros leitores:
Espero que desfrutem na visita a este espaço literário. Este sítio virtual chama-se “Maria Mãe” e tem como página principal os poemas de Maria Helena Amaro.

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Pedro Miguel

(Fotografia de António Sequeira)


Nasceu chorão
e esfomeado
e toda a noite
desesperadamente
cantou o mesmo fado...

- Alegrou-me
- assustou-me
- encantou-me
- deslumbrou-me

Lindo e forte
foi o meu espanto
o meu devaneio
o meu engano

Hoje
é
o filho que eu amo
que eu amo
que eu amo...


Maria Helena Amaro
Inédito, 14 de abril de 1997.

Sem comentários:

Publicar um comentário